fevereiro 2017

Conscientização

Prefeitura sanciona lei que proíbe carroças nas ruas de Taubaté

A Prefeitura de Taubaté sancionou uma lei que proíbe a circulação de carroças em vias públicas na zona urbana da cidade[…]

Comportamento Animal

Saiba como seu comportamento pode influenciar na personalidade do seu cão

Cães são animais extremamente sensíveis, eles são ótimos em reconhecer sentimentos como medo, nervosismo e ansiedade, mesmo que você esteja escondendo tudo isso. Eles também observam muito bem o comportamento do dono e das outras pessoas e por isso muito do seu comportamento[…]

Medicina Veterinária

Dermatite canina se desenvolve em 70% dos cães entre 1 e 3 anos de vida

Cerca de 70% dos cães com idade entre 1 e 3 anos desenvolvem algum tipo de dermatite canina: qualquer agente ou afecção que causa a inflamação da pele do animal. “Quando o animal começa a apresentar queda de pelos, prurido (coceira), áreas de vermelhidão, lambedura […]

Conscientização

Ainda existe carrocinha em Curitiba? Boato se espalha nas redes sociais

[caption id="attachment_647124" align="alignleft" width="300"] Imagem: Felipe Rosa[/caption]

Um boato se espalhou nas redes sociais de que o caminhão da carrocinha tinha voltado a circular pela capital paranaense. Para acabar com as dúvidas, a prefeitura de Curitiba publicou uma nota

O serviço da carrocinha – que recolhia cães nas ruas e induzia à morte esses animais em uma câmara de gás – não existe mais em Curitiba desde dezembro de 2005. Mas um boato se espalhou nas redes sociais de que o caminhão da carrocinha tinha voltado a circular pela capital paranaense. Para acabar com as dúvidas, a prefeitura de Curitiba publicou uma nota esclarecendo que essa informação não é verídica e também explicou qual, afinal de contas, é a finalidade dos caminhões vistos nas ruas.

De acordo com a prefeitura, o veículo que aparece na foto ao lado é do Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal da Saúde e é utilizado para recolher animais mortos em via pública. Outros caminhões são da Secretaria do Meio Ambiente e transportam animais para serem vacinados, castrados e chipados, devolvidos e até mesmo, quando possível, encaminhados os animais para adoção.

Fonte: Tribuna

Conscientização

Espanha abre consulta pública sobre circos sem animais

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

[caption id="attachment_646796" align="aligncenter" width="640"] Um elefante de circo em uma foto de arquivo / Clara Manzano[/caption]

Neves Peinado, porta-voz da organização espanhola Ganemos en el Ayuntamiento de Ciudad Real (Vitória na prefeitura de Cidade Real em tradução livre), anunciou que vão registrar uma moção participativa contra a instalação de circos com animais na capital. O objetivo é buscar cooperação dos cidadãos por meio das redes sociais ao responder a pergunta “Por que não deveria permitir circos com animais?”.

Peinado disse que as respostas que chegarem ao seu Facebook, ao Twitter com a hashtag #circosinmaltratocr e ao seu email propuestaganemoscr@gmail.com até 22 de fevereiro, ela vai utilizá-las na sua moção no Parlamento.

Esta é a terceira vez que a organização faz movimento para que Cidade Real seja livre de circos com animais. Peinado disse ainda que centenas de municípios têm se unido à iniciativa para combater esta forma de exploração animal.

Curiosidades

Cão segue passos de tutor morto há um ano em Caçapava do Sul (RS)

Uma história de amizade é vista diariamente nas ruas de Caçapava do Sul, na Região Central do Rio Grande do Sul. Na cidade, um cachorro, já bem velhinho, caminha todos os dias pelos mesmos lugares onde passeava com o tutor, que morreu há um ano. […]

Conscientização

Tartaruga gigante é achada morta em praia de Cabo Frio

[caption id="attachment_647084" align="aligncenter" width="620"] Tartaruga foi encontrada morta na Praia do ForteFoto: Roberta Farah/ Arquivo Pessoal[/caption]

Uma tartaruga gigante da espécie ‘Caretta-caretta’ foi encontrada morta na Praia do Forte, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Segundo o coordenador de Meio Ambiente do município, Eduardo Pimenta, o animal já foi achado em estágio avançado de decomposição. Ele foi retirada da praia pela Prefeitura na tarde desta sexta e levado para um depósito de lixo.

De acordo com o ambientalista, duas hipóteses podem ter sido responsáveis pela morte do animal. Primeiro, uma possível ingestão de plástico ou uma morte causada por rede de pesca, que poderia ter impedido a respiração da tartaruga.

“Acho que esses dois fatores podem ter sido responsáveis pela morte. Essa ingestão de plástico, já que o animal confunde plástico com algas, ou de redes de pescas, que acaba levando o animal. A tartaruga, apesar de viver na água, pode morrer afogada, porque ela precisa respirar. Quando isso não acontece, ela acaba morrendo”, disse o ambientalista.

Segundo Eduardo Pimenta, é comum o aparecimento de tartarugas da espécie em praias da Região dos Lagos do Rio. Em janeiro, foi encontrado um local de desova na Praia das Conchas, também em Cabo Frio.

Fonte: G1

 

Conscientização

Jovem resgata animais e sonha em criar abrigo na Guatemala

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

[caption id="attachment_646526" align="aligncenter" width="540"] Prensa Libre[/caption]

Beatriz Hernández é uma jovem de 21 anos que percorre as ruas da Cidade de Quetzal, na Guatemala, levando alimentos para animais abandonados. Sua história foi publicada no Facebook e se tornou um exemplo de altruísmo.

“Sonho em ter um refúgio para dar um lar a 100 cães, mas não posso, pois não tenho recursos. Tem momentos que não tenho nem dinheiro suficiente para comprar os alimentos que distribuo nas ruas”, disse Beatriz em entrevista a Prensa Libre.

Beatriz postou em seu perfil no Facebook um vídeo do trabalho que realiza. As imagens foram vistas mais de 20 milhões de vezes e compartilhada mais de 15 mil vezes.

Seu trabalho começou há cinco anos atrás. “Eu encontrei uma chihuahua abandonada, estava desnutrida, não podia acreditar que as pessoas podiam ser tão cruéis. Eu a levei para minha casa e a alimentei. E assim começaram meus socorros”, disse a jovem.

Além de alimentar e tratar animais abandonados doentes, Beatriz tutela doze cães em casa e outros quinze em abrigos. Graças a doações ela consegue manter os cuidados a esses animais, proporcionando um lar com amor e saúde.

“O alimento é o que mais preciso e graças a Deus tenho um trabalho para poder comprá-lo, mas nem sempre consigo. Têm pessoas que me ajudam através de doações”, comentou. Beatriz coloca pequenas bolsas com alimentos em sua moto, mas, infelizmente, nem sempre pode parar para chamar o animal e dar-lhe o que comer. “Tem motoristas que são abusados e não me deixam estacionar, por isso às vezes sou obrigada a jogar a comida”, acrescentou a jovem.

[caption id="attachment_646534" align="aligncenter" width="280"] Prensa Libre[/caption]

Beatriz falou ainda que quando publicou o vídeo, não tinha intenção alguma de torná-lo viral. Queria somente abrir os olhos da população sobre a importância de ajudar animais encontrados na rua.

“Faço um chamado às autoridades para que criem uma lei que evite os maus-tratos contra animais. Eles necessitam de um lar para não sejam abandonados”, diz Beatriz.

 

Curiosidades

Golfinho ameaçado de extinção é encontrado morto

[caption id="attachment_646797" align="aligncenter" width="640"] Divulgação[/caption]

Uma autópsia foi realizada em um golfinho branco chinês ameaçado de extinção que morreu a após nadar até um rio na Província de Guangdong, no sul da China.

Funcionários do Parque Oceânico de Hong Kong vão relatar as descobertas da autópsia o mais rápido possível, de acordo com uma reserva de golfinhos em Guangdong.

O golfinho, que tem cerca de 30 anos de idade, nadou em 1º de fevereiro para o rio Baisha, um afluente do rio das Pérolas em Jiangmen.

Especialistas de animais selvagens tentaram salvá-lo mas sua saúde deteriorou notavelmente durante os 10 dias que passou no rio. Eles consideram que o golfinho pode ter sofrido problemas de navegação devido a sua idade.

Cada ano, Guangdong relata dois a três casos de velhos golfinhos brancos entrarem por engano em rios de água doce.

Golfinhos brancos chineses podem ser encontrados em poucas áreas costeiras e apenas em pequeno número. Há cerca de 2 mil na foz do rio das Pérolas.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: CRJ

Conscientização

Beagle inspira ativista a lutar pela liberdade de animais abusados em laboratórios

Só não mate aqueles cães e gatos … isso é tudo o que estamos pedindo. Vamos levá-los e encontrar novos lares para eles. Não nos importamos se eles têm uma alergia, se são tímidos, não são treinados ou qualquer outra coisa, eles são bons para nós. Esta é a essência da carta aberta enviada para […]