4 formas de separar briga de cães

separar briga

A gente espera nunca ter que separar briga de cães. Mas eventualmente a situação pode chegar a esse ponto. E pode sim acontecer do seu cão brigar com outro cão. Ou até mesmo você encontrar cães de outras pessoas brigando e querer ajudar.

Se não tem mais jeito de evitar e de fato os cães chegaram ao ponto de brigar. Então vai ser necessário intervir. Vamos falar aqui de 4 formas seguras de separar briga de cães. Lembrando que por mais que a gente ame esses bichinhos, eles tem dentes poderosos e mesmo sem querer, mesmo sendo o seu cão, eles podem te machucar de forma séria! Por isso muito cuidado.

Por que os cães brigam?

separar briga

Para começo de conversa é bom entender por que os cães brigam. Nenhum cão tem um instinto assassino nem nada disso. Muito pelo contrário. Os cães são animais extremamente sociáveis e diplomáticos.

Antes de chegar de fato a uma briga e acontecer alguma violência, eles dão diversos sinais de que não querem a aproximação do outro. Se o cão está desviando o olhar, abaixando e curvando o corpo e mantendo as orelhas para trás ele com certeza está dizendo “eu não quero briga, se afaste de mim”.

Mas o cão também pode dizer a mesma coisa latindo, rosnando e mostrando os dentes enquanto mantem o corpo firme, mas não avança. Ele diz “não se meta em uma briga comigo, se afaste”.

É importante entender esses sinais para saber quando o seu cão não quer contato com outro cão ou até pessoa. E ainda mais importante aprender a respeitar o seu cão e não força-lo a uma interação que ele não quer.

Na realidade quando o cão chega de fato a uma briga, ele já está saturado de estresse, medo e incomodo. E aí não existe mais outra solução. Por isso é bom evitar as situações em que ele se demonstra desconfortável. Se seu cão é tímido, medroso ou desconfiado a socialização deve ser feita com muito cuidado. E nunca deve ser forçada para nenhum cão.

Jogar água

separar briga

A primeira forma de separar briga de cães é jogando água neles. De preferência na área do focinho ou no focinho de quem está mordendo. O ideal é jogar muita água, mas se você só tem uma garrafinha de água, já é melhor do que nada.

A água vai fazer os cães se assustarem e largarem. Mas se for bem pouca água provavelmente não vai surtir efeito. Deve ser jogada de forma bem forte, para assustar mesmo. É questão de observar se o recurso que você tem ou pode encontrar no momento é suficiente.

Jogar um pano

bravo

Um casaco, uma toalha ou qualquer outro pano pode ser jogado nos cães para separar briga. Deve ser jogado no focinho do cão que está mordendo ou entre os dois cães na cabeça deles. Assim os dois vão se assustar e separar.

Nesse momento os cães devem ser separados, afastados o máximo que puder. Se você está segurando a guia de um dos cães, seja seu ou de outra pessoa sob sua responsabilidade. Esse é o momento de puxar a guia e começar a correr para longe, forçando o cão a correr com você.

Aproveite para ler nosso artigo sobre cães que não gostam de banho e como resolver

Levantar patas

separar briga

Essa terceira forma de separar briga de cães é um pouco diferente das outras. Mas também bem eficaz. Vá por trás do cão que está atacando e pegue as patas dele levantando o corpo dele e girando o corpo dele –não gire jogando com força no chão- a ideia é desequilibra-lo e não machuca-lo.

Não deixe seu rosto perto do cão para não correr o risco dele se virar e morder você. Isso deve ser feito com cuidado para não se machucar. Se você não tem certeza que consegue, não faça. A situação é realmente assustadora.

A ideia é apenas que o cão atacante se sinta desequilibrado e pare de morder. Depois você deve larga-lo. Se o cachorro que atacou foi seu e você teve sucesso nessa técnica, tente distraí-lo depois. Se possível puxe a guia e force-o a correr com você, se afastando do outro cão.

Fazer barulho

cão bravo

Provavelmente essa forma de separar briga de cães não vai dar certo se a briga já for intensa. Mas pode surtir efeito se os cães estiverem começando a briga naquele momento. Um apito, palmas muito altas, bater com algo que faça muito barulho no chão. Uma buzina forte.

Se a briga estiver começando isso pode sim ter algum efeito e evitar que algo pior aconteça. Mas com certeza não vai dar muito certo se eles já estiverem brigando ha algum tempo e principalmente se já estiverem atados em mordidas.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre humanização canina e o que é ruim para o cão

O que nunca fazer

cão agressivo com outro cão

Fica a dica do que nunca fazer para proteger sua integridade física e também o que realmente não dá certo. Nunca dá certo bater nos cães, chutar ou bater com qualquer outra coisa. Também não é ideal chegar pelo lado e pegar os cães pelo pescoço ou coleira.

Essas coisas não dão certo por que podem deixar o cão com mais raiva e ele morder mais o outro. E também podem fazer ele ter a agressividade redirecionada. Ou seja, ele pode virar para você e te morder, o que seria terrível.

Outras coisas com spray de pimenta e ficar puxando o cão pela guia, nada disso dá certo. Além de que é bastante prejudicial para o cão. Por isso o ideal é usar as técnicas citadas acima. E principalmente, evitar essa situação.

Se os cães são grandes, o mais correto é que sejam pessoas fortes aplicando a terceira técnica. Ou até mesmo mais de uma delas. Se for o seu cão e você não conseguir aplicar a técnica, peça para que outra pessoa faça.

Fonte: Webcachorros

email
Deixe seu comentário: