Autoridades procuram responsáveis por arremessar gato durante protesto

A Secretaria do Meio Ambiente do Distrito Federal (Sema-DF) procura os responsáveis por arremessar um filhote de gato durante o protesto na Esplanada dos Ministérios na última quarta-feira (24/5). A chefe da Unidade Estratégica de Direitos Animais do órgão, Mara Moscoso, diz que aguarda denúncias.

Mara acredita que alguém levou o animal para a manifestação e o lançou no meio da confusão. No dia do protesto, a equipe do portal Metrópoles flagrou um policial pegando o animal, que foi deixado em um canto e depois resgatado por uma jornalista. “Pedimos a todos que testemunharam a ação que denunciem. Não é preciso se identificar”, disse Mara.

A gerente de Fiscalização do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Karina Kegles, também quer identificar quem lançou o animal, que está com a pata direita dianteira fraturada. “Caso encontremos os responsáveis, eles podem ser autuados por maus-tratos e podem pagar uma multa de R$ 200 a R$ 1.500”, explicou.

Estado de saúde do animal
O gatinho foi diagnosticado na tarde desta sexta-feira (26) com uma infecção viral, que impede a realização da cirurgia para amputação da pata dianteira direita fraturada. Segundo a jornalista Sabrina Mancio, que o encaminhou à clínica, o procedimento terá que ser feito, já que ele não reage aos estímulos.

“Os veterinários disseram que se ele permanecer com a pata nestas condições, terá problemas no futuro, que podem atrapalhar até na sua locomoção”, afirmou. O animal deve ser encaminhado para adoção, assim que tiver alta.

Fonte: Metrópoles / ANDA
Foto: Michel Melo / Metrópoles

email
Deixe seu comentário: