Autoridades resgatam 69 animais vítimas de maus-tratos em residência

Cerca de 69 animais foram resgatados em uma residência do bairro de Alhos Vedros em Montijo, Portugal. O resgate foi feito pelo Núcleo de Proteção Ambiental da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Foram encontrados 68 animais, entre eles 43 cães, 25 gatos e 1 pássaro da espécie gaio-comum, que foi entregue para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) da Reserva Natural do Estuário do Tejo (RNET), em Alcochete.

Um pássaro gaio comum (espécie protegida) foi encontrado no local
Os cães e gatos foram encaminhados para o Centro de Recolha Oficial do Barreiro e Moita para acolhimento e assistência médico-veterinária. Depois de tratados, os animais permanecerão no local até uma decisão judicial decidir se serão levados para adoção.

De acordo com o comunicado da GNR, a residência em causa já tinha sido alvo de algumas denúncias e fiscalizada por várias entidades. Mesmo depois das ocorrências, verificou-se um “agravamento das condições de bem-estar animal, salubridade pública e eventualmente maus-tratos”.

Além do Núcleo de Protecção Ambiental da GNR do Montijo, a busca domiciliária teve a participação de elementos da Autoridade Veterinária Municipal do Montijo, apoiados por médicos veterinários do Barreiro e da Moita, uma técnica de saúde e uma psicóloga, ambas da Câmara Municipal da Moita.

Fonte: Janaína Fernandes/ ANDA

email
Deixe seu comentário: