Bebê e cachorro: entenda essa relação – em HIGIENE E CUIDADOS

Bebê e cachorro

Se você tem pets em casa e está grávida, sabe que uma das preocupações é a relação entre bebê e cachorro. De acordo com a Nathalia Balharte, veterinária da ComportPet, diversas pesquisas já foram realizadas em relação a este convívio, demonstrando que ele é positivo. “Crianças que convivem com pets têm o sistema imunológico mais reforçado, menor risco de doenças alérgicas e mais proteção contras outras doenças, como a obesidade. Outros benefícios são o maior senso de responsabilidade e o respeito aos animais”, explica a veterinária.

Apesar dos benefícios, é importante ficar de olho na aproximação entre bebês e cachorros. Para isso é necessário acostumar o cão o quanto antes a conviver com carrinhos de bebê, crianças, em locais públicos como parques e praças, ou onde mais puder haver esse contato.

“Muitas vezes os tutores superprotegem os animais, impedindo que o pet se aproxime de crianças e bebês, com medo de as mães das crianças sentirem-se incomodadas ou de que a reação do cão seja ruim. Mas não tem como saber como será o comportamento do pet sem tentar uma aproximação, aos poucos”, aponta Cleber Santos, adestrador especialista em comportamento animal da ComportPet.

Treinando a aproximação entre bebê e cachorro

É recomendado começar essa aproximação com bebês e crianças logo no início da gestação, antes da chegada do bebê. “Assim, o cão terá tempo para se adaptar à nova rotina que ele irá enfrentar dali a 9 meses”, comenta o adestrador.

Ensine ao seu pet comandos básicos como “sentar”, “ficar”, “não pular”, para que o tutor tenha melhor controle do animal quando ele não puder se aproximar da criança em um determinado momento, como durante o banho, por exemplo.

“Também é importante que a mãe comece a diminuir a atenção excessiva ao pet. Se o cão dorme com o casal, por exemplo, é recomendado separar. Quando o bebê nascer, será inviável dormir junto com o cachorro, até porque a mãe irá levantar durante a noite para ver a criança, enfim, toda a dinâmica da casa irá mudar”, recomenda Cleber.

Para que haja um relacionamento saudável entre bebês e cachorros, a veterinária recomenda que a vacinação e a vermifugação do pet estejam sempre em dia, além de dar banhos semanais para a retirada dos excessos de pelos e sujidades. Não esqueça de sempre levar o seu pet ao veterinário!

*Por Isis Fonseca | Foto Shutterstock.

Garanta o seu livro Enciclopédia Ilustrada Cães!

Fonte: Meu Pet

email
Deixe seu comentário: