Como lidar com cães agressivos que costumavam ser dóceis

cão agressivo

Cães agressivos provavelmente já foram dóceis e por algum motivo mudaram de comportamento. Para os tutores passar por uma situação dessas pode ser assustador. Mas é preciso manter a calma e ficar atento a todas as coisas que podem te ajudar a reverter a situação.

Com dicas importantes, muita paciência e dedicação, é possível resolver o problema. Por isso fique tranquilo e tenha em mente que seu cão não é mal. Ele provavelmente só está reagindo a alguma situação, e por algum motivo ele reage de forma agressiva.

Mudança de comportamento

Raças brasileiras

As mudanças de comportamento não surgem do dia para noite. Muitas vezes começa com uma rosnada que o tutor nem ouviu. Pode começar também com alguma rosnada ou latido para o tutor e aí a pessoa fica com medo e acorrenta o cão.

O que acontece que é não existe essa desculpa de “meu cachorro ficou agressivo sem motivo”. Os cães sempre tem um motivo para morder, latir ou rosnar. E nem sempre uma rosnada significa que o animal é violento. Pode ser só por estar avisando que não gostou de algo.

Aproveite para ler sobre a nova teoria que desmistificou a teoria do cão dominante

Medo

cão com medo

O medo é o principal fator para as situações tornarem cães agressivos. Geralmente é medo de pessoas por já ter sido maltratado. Ou medo de algum objeto. Pode ser medo também de perder o alimento ou os brinquedos que ele tanto gosta.

Nessa circunstância o cãozinho está apenas protegendo as coisas dele. Ou ele mesmo. Então quando o cão leva uma bronca das grandes por isso, ou é acorrentado. Então ele se torna mais agressivo na tentativa de se defender ainda mais.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre como lidar com cães com medo de fogos de artifício

Estresse

cão com medo

O estresse é outro motivo para provocar desconforto nos animais. Assim cães agressivos podem apenas estar estressados. Então um cão que não gosta de algo que o tutor esteja tentando forçar a fazer. Pode estar apenas demonstrando que não quer fazer aquilo por estar bastante desconfortável.

Então é preciso ficar atento aos sinais do seu peludo. Não necessariamente são cães agressivos. Eles podem simplesmente estar estressados com a situação.

Aproveite para conferir nosso artigo sobre raças brasileiras que talvez você não conheça

Reforço do comportamento negativo

cão agressivo

Cães agressivos por algum motivo podem fazer o tutor dar algo a ele que ele quer. Não necessariamente ele está forçando o tutor. Mas o dono fica com medo e dá um osso para acalmar o cachorro. Então o peludo aprende que se ele se demonstrar agressivo ele ganha coisas.

Obviamente o cãozinho vai repetir a atitude, provavelmente sem a vontade de atacar. Mas simplesmente por que ganha algo assim. O tutor vai repetir e o comportamento negativo será cada vez mais reforçado.

Como evitar

cão mordendo

É preciso estar atento a tudo e evitar que colocar o cãozinho em situações estressantes. Faça o possível para não expor ele a coisas que ele tenha medo. E também tente não reforçar comportamentos negativos.

Os cães precisam se acostumar as situações. Então se ele se demonstra com medo ou estressado por algo, tente acostumá-lo aquela coisa e demonstre que é algo bom. Reforçando os comportamentos positivos.

Aproveite para conferir também nosso artigo sobre como deixar o cão mais obediente com dicas simples

Como lidar com cães agressivos

As dicas são basicamente as mesmas. Mostre que as coisas que ele não gosta são legais e faça o seu cãozinho ficar mais tranquilo. Recompense quando ele estiver calmo e assim ele vai querer repetir esse comportamento.

Também ignore os comportamentos agressivos para que ele não consiga nada com eles e comece a desistir dessas atitudes. Assim você guia o peludo para o comportamento mais aceitável.

Adestramento positivo

cães agressivos

Nem todo mundo tem coragem de colocar as dicas em prática sozinho. O importante é você saber que cães agressivos podem voltar a ser dóceis e tranquilos. Antes de tudo fique calmo, não prenda seu cão e também não xingue nem brigue com ele.

Se achar necessário busque a ajuda de um adestrador profissional. Confira as qualificações dele e só recorra a um adestrador que use reforço positivo. Se ele usar coleiras de choque ou som e outros recursos violentos, fuja dele.

Fonte: Webcachorros

email
Deixe seu comentário: