Confira dicas para cuidar de cães e gatos no inverno

Nos os dias mais frios, os cuidados com os animais devem ser redobrados, afinal, o fato de ter o corpo coberto de pelos não significa que estão totalmente protegidos. As baixas temperaturas afetam muito mais os filhotes e os idosos, e isso requer algumas intervenções.

O primeiro item que deve ser recomendado a todas as faixas etárias é oferecer abrigo em locais protegidos de vento, chuva e sereno. Atitudes como forrar a casinha ou caminha e o uso de roupinhas, ajudam muito para manter o conforto térmico do seu animal.

Manter as consultas veterinárias, assim como as vacinas em dia, previne doenças, pois com o inverno a imunidade abaixa e o risco das doenças aumentam.

A rotina dos banhos deve ser alterada: devem ser feitos a cada 10 dias, no mínimo, e banhos em casa devem ser dados na hora mais quente do dia, usando sempre água morna. A secagem do animal também é um item muito importante, pois a umidade é um problema, já que pode ocasionar fungos, dermatites e problemas respiratórios.

Para evitar esses quadros, prefira os banhos em pet shops de sua confiança, que tenham acompanhamento e orientação de um médico veterinário, e observe se o serviço prestado faz uma secagem correta dos pelos e sub pelos.

Nesta época do ano, a gripe é comum nos cães, e os sintomas são tosse seca, febre, falta de apetite, apatia e perda de peso. Pode atingir qualquer raça e idade, e para proteger seu cão, você deve vaciná-lo, evitando, assim, a tosse dos canis e outras patologias respiratórias.

Com os gatinhos, os cuidados são bem parecidos com os dos cães. E uma maneira de observar se seu gato está com frio, é sentir as extremidades do mesmo – patinhas e a ponta das orelhas: se estiverem geladas, é porque ele está com frio. Os gatos gostam de tocas e caminhas tipo iglu e você pode estimular o banho de sol e uso de roupinhas.

Atenção às vacinas, em especial a que combate a rinotraqueíte, também conhecida como gripe felina, que tem sintomas como espirros, secreção nasal e ocular, anorexia, o que exige atendimento médico veterinário.

Esses cuidados são essenciais para que você e seu animal possam curtir um delicioso inverno juntos.

Fonte: ANDA / G1
Foto: Divulgação

email
Deixe seu comentário: