Faculdade de Medicina Veterinária de Valença lança 1º Projeto de Castração Itinerante da região

faculdadevalenca

A Faculdade de Medicina Veterinária do CESVA sai na frente e implanta o Projeto Castração Itinerante. Pioneiro na região, o projeto funcionará com equipamento inflável adquirido pelo CESVA/FAA, que possui sala de pré-atendimento e centro cirúrgico.

Segundo o diretor da FMVV, professor Rodrigo Mencalha, a grande importância deste projeto é o trabalho social de controle de natalidade de cães e gatos de modo a contribuir com o bem-estar animal e reduzir as doenças transmitidas ao homem conhecidas como zoonoses. “No âmbito acadêmico, o aluno da Faculdade de Medicina Veterinária de Valença será inserido precocemente na prática cirúrgica e anestésica, aumentando dessa forma o período de treinamento nestas importantes áreas da Medicina Veterinária. Estima-se que em pleno funcionamento o projeto atenderá cerca de 60 animais em apenas um dia”, comentou.

A coordenadora da Policlínica Veterinária, professora Valesca Oliveira de Sousa explica que, além do objetivo principal de redução do número de animais abandonados de crias indesejadas e sem controle, a castração de cães e gatos também diminui a ocorrência das doenças nesses animais, como tumores de mama e de próstata. “Durante as Ações Sociais que o CESVA / FAA realiza, pudemos constatar que a grande demanda é pela castração dos animais de estimação. Sobretudo nos lugares onde o poder aquisitivo da população é menor, o serviço tem uma procura grande. Desde então, buscamos uma maneira de ajudar e chegamos ao Projeto de Castração Itinerante. O intuito também é de sensibilizar os donos dos animais, através de orientações sobre a posse responsável e controle de zoonoses, para diminuir o abandono e os maus tratos”, explicou.

É importante destacar que o serviço será realizado pelos profissionais e alunos da FMVV, mas o cadastramento do serviço será feito pelas prefeituras das localidades.

email
Deixe seu comentário: