Mordida de filhote: como evitar? – em TREINAMENTO E BRINCADEIRAS

Mordida de filhote

Você está com um novo filhote em casa e ele não para de te morder? Esse é um comportamento comum dos filhotes e eles possuem esse hábito para aliviar as sensações desagradáveis na gengiva, relacionada ao nascimento e trocas de dentes. Entretanto, muitas vezes, essas mordidas de filhotes acontecem por causa dos próprios tutores.

“É comum identificar comportamentos de mordidas em filhotes recém desmamados, mas neste período, os cães ainda estão com seus irmãos e sua mãe, muitas vezes, não perceptível aos futuros tutores. Na troca dos dentes de leite (em torno do 3º a 4º mês), as atividades de morder se intensificam, quando os dentinhos começam a nascer, causando certo desconforto na gengiva. Este comportamento não está relacionado a raça, pois faz parte do repertório natural dos cães”, afirma Renato Zanetti, zootecnista e especialista em comportamento animal da Dog Solution.

Veja abaixo as dicas do Renato Zanetti para evitar a mordida de filhote:

1) evitar que o cão tenha acesso a objetivos que não podem ser mordidos, como por exemplo: chinelos, controle remoto, etc.;

2) nunca estimular brincadeiras nas quais o cão tenha a opção de morder os tutores, como cabo de guerra e brincadeiras com as mãos dos tutores;

3) oferecer brinquedos específicos para esta situação, deixando o ambiente interessante para o pet;

4) supervisionar as atividades do filhote, permitindo mais chance de acerto. 

Veja mais dicas de como treinar o seu pet garantindo o seu livro “Treino Rápido para o Cão“!

*Por Isis Fonseca | Foto Shutterstock

Fonte: Meu Pet

email
Deixe seu comentário: