Pet South America reconquista sua força no segmento veterinário e impulsiona negócios

De 21 a 23 de agosto a Pet South America 2018 reuniu mais de 24 mil visitantes, sendo quase 7.400 somente da área veterinária, que puderam conhecer as principais novidades e tendências de 500 marcas de produtos e serviços do mercado pet e veterinário. Atendendo segmentos como bem-estar, cuidado animal, saúde, nutrição e equipamentos hospitalares, o evento transformou o São Paulo Expo no maior centro de negócios desses setores na América Latina.

“Com todas as inovações e parcerias que marcam esse evento, a Pet South America retoma sua força perante aos segmentos pet e veterinário. Foi um crescimento de mais 30% em relação à edição anterior no número de expositores e 16% a mais em visitação”, destaca o presidente da NürnbergMesse Brasil, João Paulo Picolo. Mas além do sucesso nos estandes, neste ano, o evento trouxe parceiros que qualificaram ainda mais o conteúdo apresentado durante os três dias de evento, como a ABHV (Associação Brasileira de Hospitais Veterinários), a NAVC (North American Veterinary Community), a VCA Animal Hospitals, com mil unidades nos Estados Unidos e no Canadá, e expositores como Royal Canin (fora do evento desde 2011), Vetnil, Idexx, CDK, CEVA, entre outros.

Mário Eduardo Pulga, presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) comemora o resultado. “Estamos muito felizes. Discutimos muito com os organizadores sobre como trazer de volta o veterinário à feira, porque é dele também esse espaço, e estamos muito felizes de ver essa valorização aqui dentro.”

Uma das novidades, neste ano, foi justamente o novo espaço Pet Vet, exclusivo para empresas de nutrição e saúde animal. Além da exposição de produtos de alta tecnologia, no pavilhão também foi realizado o Congresso Internacional Pet South America, em um modelo de palco 360°, recebeu mais 800 participantes para assistir palestras nacionais e internacionais. “O feedback é muito positivo, avalia o presidente da ABHV (Associação Brasileira de Hospitais Veterinários), João Abel Buck. “Os expositores estão felizes com o número de conversões de negócio. A segmentação da feira proporcionou uma série de benefícios e maior facilidade para encontrar e conhecer melhor a mais moderna tecnologia disponível”, ele relata.

Claudia Barbagli Barbosa, gerente de Marketing da expositora Pet Med comenta sobre todo o processo que culminou no surgimento do pavilhão Pet Vet. “Participamos do evento há oito anos. Essas parcerias que foram desenvolvidas agregam muito ao nosso público, como por exemplo o trabalho com o Dr. Marco Antonio Gioso. Essa inteligência de mercado deu muito certo. O palco 360° surpreendeu a todos; e o Hospital Design foi um sucesso que deveria acontecer em todas as edições.”

O Hospital Design apresentou dentro do pavilhão um hospital-modelo com os equipamentos e serviços mais modernos oferecidos no mercado. “Estamos de queixo caído, realmente está sensacional, diz a médica-veterinária e visitante Alessandra Silva Gonçalves, dona da clínica Guarany. “Fiquei impressionada com os setores de consultório, banco de sangue, microbiologia, UTI, internação e a parte que mais me surpreendeu foi que no final eles montaram uma salinha de velório com o caixão do bichinho. Isso mostra que eles estão já configurados como membros da família”, conclui.

O tradicional pavilhão voltado à área de grooming, pet care e serviços para animais de estimação também não deixou a desejar e ganhou elogio de expositores, visitantes e entidades do setor. O presidente da Andipet (Associação Nacional dos Distribuidores de Produtos Pet), Rafael Ballarini, avalia que “sem dúvida, esta edição da Pet South America é a melhor dos últimos anos. Meu principal elogio é para as instalações, bonitas, novas, confortáveis, espaçosas. Achei interessantíssima a separação dos núcleos veterinário e de comércio; as palestras simultâneas, o ambiente muito acolhedor, muito próprio.”

“Nosso objetivo é o contato direto com o cliente, e atingimos isso, com compradores de diversas regiões do Brasil e de países da América do Sul como Chile, Peru e Paraguai. Com certeza, participar da Pet South America vale a pena, não existe evento comparável no país. Mesmo depois que ela se encerra, os efeitos positivos continuam”, diz a diretora de Publicidade da Plast Pet, Carol Cecci.

Alessandro Cossich, gerente de Vendas da Brasilpet opina que já no primeiro dia os visitantes compareceram em peso no pavilhão da Pet South America, definindo o bom clima para fechamento de negócios. “Foi surpreendente o fluxo de pessoas. Sentimos um aumento significativo. Não tenho o que criticar.”

A Pet South America 2018 também serviu para sedimentar o sucesso que a companhia Bigodiva passou a obter na edição passada do evento, como explica a empresária Andrea Cosentino. “Para nós o evento representou uma virada. Começamos em uma garagem. Peguei empréstimo para conseguir comprar direto do fabricante, produzir estoque e vir para a feira. Mas graças à participação, quadrupliquei faturamento ao negociar com os lojistas. Coloquei meu produto nas cinco regiões do Brasil, com vendas recorrentes. Deixamos até de ser MEI e agora somos EPP. Para esse ano, além de aumentar o número de lojistas, começamos a negociar com representantes também.”

Entre os visitantes do setor, o ambiente foi bom para negócios e atualização também. “Trabalhamos com distribuição no interior do Estado de São Paulo e no Estado de Minas Gerais e visitamos estandes de importadores de brinquedos, de acessórios e de grooming, explica Juarez Fernando, diretor de Negócios da GM Pet Distribuidora. “Viemos à feira fomentar negócios, buscar relacionamentos. A feira está muito organizada, me surpreendeu muito em relação à do ano passado. Está de parabéns!”

Eventos paralelos

Durante os três dias de realização, a Pet South America recebeu, mais uma vez, o Mastergroom, que em sua terceira edição foi palco para 600 animais e competidores durante 8h diárias de competições de grooming. De acordo com organizador do evento, William Galharde, a competição reuniu profissionais de países como Nova Zelândia, Chile, Estados Unidos e Argentina. Ao todo foram 25 categorias.

Além do Congresso Internacional Pet South America, entre outras atrações, o evento reuniu também especialistas de diversos segmentos na Arena do Conhecimento. E-commerce, psicologia canina, estresse e agressividade em felinos, bem-estar de peixes ornamentais, liderança, entre outros, estiveram na pauta da Arena do Conhecimento.

Em 2019, a Pet South America e Pet Vet acontecem de 21 a 23 de agosto, no São Paulo Expo.

Fonte: Revista Negócios Pet

email
Deixe seu comentário: